sábado, 7 de outubro de 2017

"A REPORTAGEM" É A INSPIRAÇÃO DO AMADORABD 2017


"A REPORTAGEM" 
É A INSPIRAÇÃO DO AMADORABD 2017

A exposição central do festival será do ilustrador Nuno Saraiva, vencedor do prémio para o melhor álbum português de banda desenhada na edição do ano passado.

"A reportagem", um género jornalístico que também pode ser realizado por autores de BD, é o tema oficial do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, um festival organizado pela autarquia da Amadora, que decorre de 27 de Outubro a 12 de Novembro e este ano celebra a 28.ª edição.

"Na maior parte dos casos, as reportagens em banda desenhada são concebidas e realizadas por autores de BD, não jornalistas, os quais têm uma liberdade criativa maior, ainda que tenham que relatar factos, sempre sob o dever de manter a ética e o compromisso com a sociedade", explica a organização em comunicado.

O destaque deste ano é dado ao autor Nuno Saraiva, vencedor em 2016 do prémio de melhor álbum do AmadoraBD com Tudo isto é fado, um conjunto de histórias de banda desenhada nas quais presta homenagem a este estilo musical. Um prémio que, este ano, lhe confere a exposição central e a autoria do cartaz oficial do festival. Para além da exposição central, o festival apresenta, todos os anos, outras mostras expositivas com outros dos álbuns premiados na edição anterior.

Para incentivar a produção do género, todos os anos o festival promove um Concurso Nacional de Banda Desenhada. Nesta edição, o tema do concurso é “Repórter por um dia” e os concorrentes podem apresentar bandas desenhadas realizadas individualmente ou em equipa, obrigatoriamente com texto em língua portuguesa. Os trabalhos que sigam as normas de participação do Concurso Nacional de Banda Desenhada têm a possibilidade de vir a ser expostos durante a 28.ª edição do AmadoraBD.

Rui Gaudêncio, no Público
_________________________________________________

A reportagem também se faz aos quadradinhos. No AMADORA BD 2017, já estamos a pôr mãos à obra para montar uma exposição que mostra temas da actualidade, investigação jornalística e alguns olhares sobre a história recente, a partir de reportagens assinadas por jornalistas de muitas geografias que usam a banda desenhada como linguagem do seu trabalho, a solo ou em parceria. Ansioso para que tudo comece? Nós também. 

A Direcção do FIBDA

__________________________________________________________________

 
Locations of visitors to this page