sábado, 17 de setembro de 2016

GAZETA DA BD #62 – As Aventuras de Blake & Mortimer – A obra de Edgar Pierre Jacobs faz 70 anos e continua...



GAZETA DA BD #62 (16/9/2016)

As Aventuras de Blake & Mortimer
A obra de Edgar Pierre Jacobs 
faz 70 anos e continua...

J. Machado-Dias

Em 26 de Setembro de 1946 nasceram dois dos mitos da banda desenhada europeia, a revista Tintin e a série Blake e Mortimer, de Edgar Pierre Jacobs. Contudo, dado que a gestação da obra de Jacobs é anterior ao aparecimento da revista, vamos abordar primeiro o nascimento daquela. Lembremos que As Aventuras de Tintin, de Hergé, já existiam desde 1929 e Astérix só apareceria na revista Pilote em 1959.


Com o propósito de comemorar o septuagésimo aniversário de As Aventuras de Blake e Mortimer, Le Figaro Magazine está a pré publicar uma nova história, Le Testament de William S. com argumento de Yves Sente e desenhos de André Juillard. O álbum será lançado a 26 de Setembro deste ano.


Edgard Félix Pierre Jacobs, ou Edgar P. Jacobs, como assinava, (Bruxelas, 30 de Março de 1904 – 20 de Fevereiro de 1987), depois de uma carreira sem grande sucesso como cantor lírico (barítono) entre 1919 e 1940, já com alguns trabalhos de desenho pelo meio, afirmando-se também como decorador, pintor e cenógrafo, decide seguir a carreira de desenhador. Começou por trabalhar na revista Bravo! em 1940, na publicidade e legendando bandas desenhadas, entre as quais Flash Gordon, de Alex Raymond, importada dos EUA. No entanto com a invasão da Bélgica pela Alemanha nazi e a entrada dos Estados Unidos na II Grande Guerra, os alemães proíbem a publicação de obras americanas em toda a Europa ocupada.

A redacção da revista Bravo! encarrega então o tradutor de Flash Gordon de criar uma série no mesmo estilo e Jacobs de a desenhar. Nasce assim Gordon l’Intrépide, que se batia ao lado dos aliados. Mas a BD foi interrompida ao fim de duas semanas de publicação, proibida pelas autoridades nazis. Então, Jacobs cria uma nova história, Le Rayon U, em que cada personagem continua a acção interrompida em Gordon l’Intrépide. A nova história inicia-se na Bravo! nº 5 de 1943 e foi publicada até ao nº 15 de 1945.


Com o fim da guerra, Raymond Leblanc funda as Edições du Lombard logo em 1946 e começa a trabalhar num projecto de publicação para jovens. Convida Hergé para a direcção daquele que viria a ser Le Journal de Tintin e que será publicado até 1989. Hergé contacta vários amigos, entre os quais Jacobs, convidando-os para realizarem as primeiras bandas desenhadas a sair na nova revista. Edgar P. Jacobs inicia então uma nova etapa na sua carreira pegando nas personagens que já construira para Le Rayon U e rebaptizando-as. O professor Marduk será Mortimer, o capitão Calder será Blake e Dagon passa a chamar-se Olrik. Nasce O Segredo do Espadão. A nova série intitula-se Aventuras de Blake & Mortimer e terá treze álbuns iniciais. Assim a nova série inicia-se no nº1 da revista Tintin que sairá a público em 26 de Setembro de 1946.

Algumas das histórias da série serão compostas por vários volumes, O Segredo do Espadão ficou com três volumes: A Perseguição Fantástica, A Evasão de Mortimer e SX1 Contra Ataca. O Mistério da Grande Pirâmide divide-se em dois volumes: O Papiro de Maneton e A Câmara de Horus. Só a última história relizada pelo autor terá novamente mais do que um volume, assim As 3 Formulas do Professor Sato divide-se em Mortimer em Tóquio e Mortimer Contra Mortimer.

Jacobs volta a Le Rayon UO Raio U – realizando uma nova versão a cores, integrando a história na série Blake e Mortimer. Nesse ano escreve também a sua autobiografia com o título Un opéra de papier: Les Mémoires de Blake et Mortimer.

Em 1977 segue-se As 3 Fórmulas do Professor Sato, mas Jacobs morre durante a elaboração do segundo volume desta história e Bob de Moor é escolhido para finalizar o trabalho, que foi publicado apenas em 1990. Apesar de antes da sua morte, Jacobs ter deixado o argumento e uma planificação muito precisa da segunda parte de As 3 Fórmulas do Professor Sato, assim como pranchas desenhadas a lápis. Mesmo assim, Bob De Moor só conseguiu terminar o album treze anos depois da primeira parte ter sido publicada. Nesse período de tempo apareceram várias versões piratas do final da história.

Depois da morte de Jacobs foram realizados mais doze álbuns por diversos autores até hoje.

Os álbuns de Blake e Mortimer escritos e desenhados por Jacobs:

O Segredo do Espadão – 1
O Segredo do Espadão – 2
O Segredo do Espadão – 3
O Mistério da Grande Pirâmide – 1
O Mistério da Grande Pirâmide – 2
A Marca Amarela 
O Enigma da Atlântida 
S.O.S. Meteoros 
A Armadilha Diabólica 
O Caso do Colar
O Raio U 
As 3 Fórmulas do Professor Sato – 1
As 3 Fórmulas do Professor Sato – 2, terminado por Bob de Moor

Depois da morte de Jacobs, seguiram-se mais doze volumes por diversos autores. 

O Caso Francis Blake – Ted Benoît e Jean Van Hamme
A Maquinação Voronov – André Juillard e Yves Sente
O Estranho Encontro – Jean Van Hamme e Ted Benoît
Os Sarcófagos do 6.º Continente – 1, Yves Sente e André Juillard
Os Sarcófagos do 6.º Continente – 2, Yves Sente e André Juillard
O Santuário de Gondwana – Yves Sente e André Juillard
A Maldição dos Trinta Denários – 1, René Sterne, Chantal de Spiegeleer e Jean Van Hamme
A Maldição dos Trinta Denários – 2, Jean Van Hamme e Antoine Aubin
O Juramento dos Cinco Lordes – Yves Sente e André Juillard
A Onda Septimus – Jean Dufaux, Antoine Aubin e Étienne Schréder
O Bastão de Licurgo – Yves Sente e André Juillard, álbum editado em 2014.

O Novo álbum


Capa de Le Testament de William S e a primeira prancha ainda sem cor e sem legendas

_________________________________________________________

No dia 25 e 26 deste mês 
contamos apresentar aqui material mais amplo sobre
Le Journal de Tintin e a série Blake & Mortimer.

_________________________________________________________
 
Locations of visitors to this page