domingo, 15 de janeiro de 2017

BDpress #472: A História Ilustrada do Futebol de David Squires – no jornal A Bola de 11/01/2017

BDpress #472

A História Ilustrada do Futebol
de David Squires
Em A Bola, 11 de Janeiro de 2017 
Por Miguel Cardoso Pereira 

David Squires, 31 anos, desenhador no jornal britânico The Guardian segura o livro recentemente lançado A História Ilustrada do Futebol, editada pela Penguin. 


David Squires é ilustrador do jomal britânico The Guardian e publicou recentemente, pela Penguin, A História Ilustrada do Futebol. O autor não é propriamente comedido no período histórico que o livro compreende.

“Abrange tudo, na verdade desde Neandertais que jogam futebol com a cabeça dos chefes de tribos rivais, até ao Leicester campeão”, explica em conversa com A BOLA. Referindo-se ao primeiro cartoon da obra, justamente chamado Fémures por postes e barras.

O livro tern sido bem recebido, sobretudo no Reino Unido, país ao qual mais alude. São 100 desenhos novos – criados para este trabalho e não recuperados do The Guardian – acompanhados por breves contos de enquadramento. Entre eles há várias referencias a Portugal. “José Mourinho é a pessoa que mais desenhei na carreira, creio. Ele é o sonho de qualquer cartoonista, pois é autêntico, tem uma expressão eloquente e comporta-se de forma polémica. Espero que ele fique muitos anos no Manchester United, ou por lnglaterra, porque gosto muito de desenhá-lo”, deseja David Squires.

A OFERTA DE WENGER

Em A História Ilustrada do Futebol, há efectivamente, um momento dedicado a Mourinho e não é um momento qualquer: é um nascimento divino que o compara a Jesus – não ao treinador do Sporting, mas sim ao próprio Jesus Cristo. Chama-se Sigam aquela estrela – o nascimento de José Mourinho e é mais ou menos assim: nasce de imaculada concepção e começa desde bebé a dar instruções a pais, enfermeiras e até a Claudio Ranieri, Rafael Benitez e Arsène Wenger que, quais reis magos, lhe oferecem presentes que desconsidera, particularmente o incenso oferecido pelo francês: “Incenso? Realmente és perito em presentes falhados”.

EUSÉBIO E AS COISAS SEM PIADA

No livro há campeões do Mundo, hé Pelé e Maradona, há o United campeão europeu em jogo com o Benfica em 1967/68, há a façanha da Grécia campeã da Europa em 2004 (em piada que mistura gastos de portugueses e gregos no enquadramento da União Europeia...) e há Eusébio a resolver o Portugal - Corela do Norte no Mundial de 1966 (jogo que acaba com intervenção divina e futurista de Kim Jong-un “restaurando a ordem e levando a Coreia do Norte à conquista do quinto Campeonato do Mundo consecutivo”), há máquinas italianas e alemãs, há primorosas influências holandesas, há, em Leões de Lisboa, o Celtic campeão europeu e ainda menções à agressão de Cantona a um adepto, ou as mortes, diferentes, do colombiano Andrés Escobar e Johan Cruyff. Apesar de Squires ser humorista, nem tudo é piada.

“Há temas que trato com diferente sensibilidade porque neles não vejo espaço para o humor. Considero que o trabalho de um cartoonista, de um humorista, reflecte sempre a moralidade e os valores de quem exerce a actividade. Fazer um desenho sobre atentados terroristas em estádios de futebol ou a morte de Cruyff, implica um trabalho que não deve ser feito com graça. Muitas vezes luto com essas demarcações, contudo nunca faria urn cartoon no qual ridicularizasse alguém tendo por base etnicidade, género, sexualidade ou pobreza. Não consigo”, explica Squires, que a propósito da morte de Cruyff fez uma adaptação da Criação de Adão, pintada por Miguel Ângelo na Capela Sistina, mas com Cruyff como Deus e Guardiola como Adão. 

O cartoon sobre a morte de Cruiff mencionado no texto...

A CRIANCICE EM RONALDO

O internacional português Cristiano Ronaldo, capitão da Selecção Nacional e estrela do Real Madrid é outro dos temas preferidos do caricaturista. Está até na capa do livro, equipado à Real Madrid, entre Maradona como capitão da Argentina e Messi trajando o controverso fato púrpura que usou na gala da FIFA em 2015.

“Ainda que, lastimavelmente, já não actue em lnglaterra, é incontornável na históra do futebol. No The Guardian trabalhei muito Ronaldo durante o Euro-2016 – por inerência toda a Selecção portuguesa; também usei o Nani, mas não de forma tão assídua e foi fantástico. Além de ser um dos mais dotados futebolistas da última década, tem aquele lado meio infantil da personalidade que o leva a atirar o microfone de um jornalista para o lago, como aconteceu em França”, recorda o desenhador britânico.

Na história A guerra para acabar com todas as guerras, Ronaldo e Messi dividem protagonismo. Apresenta-se um novo Mundo no qual os grandes futebolistas são mais importantes do que os clubes que representam, disputam golos, troféus, dinheiro e exposição mediática à escala extraterrestre. “Mais um hat-trick e outro recorde batido. Ninguém me pode apanhar”, celebra Messi para um companheiro de equipa que, nesse instante, lê no telemóvel: “Leo, o Ronaldo acabou de marcar um milhão de golos ao Getafe.”

O MÉTODO E A VISÃO DO FUTURO

David Squires tenta fazer um desenho por dia como obrigação profissional, ainda que só publique dois por semana no The Guardian.

Descreve o autor: “Durante a semana vejo jogos, anoto ideias sobre jogadores, equipas, eventos, factos políticos, cultura popular. O meu trabalho é solitário. Em tempos tive outras ocupações, mas depois chegava a casa e dava por mim a desenhar. Acho que nem há lugar para mim no mundo real propriamente dito. Tenho de criar o meu. A essência de ser um cartoonista implica a tal solidão, exige condições para estarmos sózinhos dentro da nossa propria cabeça. E esse nem sempre é um bom sítio para estar sozinho”.

O último desenho de Squires em A História Ilustrada do Futebol não é sobre história, é sobre o futuro. Nele surgem clubes descomunais numa liga planetária, humanos transformados em polegares gigantescos que fazem deslizar ecrãs; e uma visão tão aterradora como outra qualquer: "Em cinco mil milhões de anos, o sol expande-se, os oceanos fervem, o planeta arde. E o Arsenal fica em terceiro outra vez."


 

 

______________________________________________________

 
Locations of visitors to this page