segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

BDpress #199: Pedro Cleto no Jornal de Notícias - THE WALKING DEAD + Gazeta das Caldas - HUGO TEIXEIRA PROMOVEU BANDA DESENHADA NAS CALDAS DA RAINHA




Jornal de Notícias, 29 Novembro 2010

THE WALKING DEAD: MORTOS ANDANTES VIERAM PARA FICAR

F. Cleto e Pina

Com apenas dois episódios exibidos, a nova série televisiva The Walking Dead é já um enorme sucesso. Com audiências próximas dos 5 milhões de espectadores nos Estados Unidos, as maiores de sempre em canais por cabo, apesar de apenas terem sido exibidos até agora dois episódios, segundo o canal AMC está já garantida uma 2ª temporada que terá pelo menos 13 episódios, mais 7 que a actual.

Protagonizada pelo actor britânico Andrew Lincoln, que encarna o ajudante de xerife Rick Grimes, conta como na sequência de um acontecimento cujas origens e contornos para já se desconhecem, os mortos ressucitaram e passaram a alimentar-se dos vivos, só morrendo se o seu cérebro for desfeito. Desta forma, estes zombies predominam por toda a parte, restando poucos humanos em alguns focos de resistência.

No episódio inicial, exibido em Portugal no canal Fox, apenas dois dias depois da estreia nos EUA - embora numa versão mais curta 12 minutos do que a original - Grimes acorda de um coma provocado por um ferimento de bala recebdio durante uma perseguição policial e constata que o mundo tal como o conhecia desapareceu. Parte então em busca da mulher Lori (Sarah Wayne Callies) e do filho Carl (Chandler Riggs), que encontrá no segundo episódio, também já exibido entre nós. Só que, a situação mudou, e entre os dois surge agora Shane (Jon Bernthal), antigo colega de Grimes e líder de um grupo de quase duas dzenas de pessoas.

Aliás, embora os momentos fortes da série sejam os confrontos com os “mortos andantes”, extremanente bem conseguidos graças aos efeitos especiais empregues, na base da história está a exploração das reacções (e das relações) humanas em situações extremas, conseguida em televisão pela forma pausada e com muitos momentos de suspense como a trama é desenvolvida.

Maioritariamente passada na região de Atalanta, The Walking Dead, dirigida por Frank Darabont, baseia-se na banda desenhada homónima que começou a ser publicada em 2003 pela Image Comics. Escrita por Robert Kirkman e desenhada por Tony Moore e Charlie Adlard, tornou-se uma revista mensal de grande sucesso, contando até ao momento 78 números, apesar de ser a preto e branco e ocupar um nicho de mercado, o da BD de terror, normalmente sem grande expressividade.

Em Portugal, aproveitando a estreia televisiva e a forte campanha promocional criada ao seu redor, a Devir acaba de editar o primeiro volume de The Walking Dead, “Dias Passados”, correspondente aos seis primeiros números do comicbook, cuja leitura permite constatar a fidelidade da série ao original e (re)descobrir as imagens fortes de Moore e a história forte e impactante, desenvolvida em bom ritmo por Kirkman.

Aliás, talvez alavancada pelo sucesso televisivo, um exemplar de The Walking Dead #1, classificado como 9,9 pelo CGC - Certified Collectibles Group - Comics Guaranty, a entidade que classifica o grau de preservação das revistas, segundo uma tabela cujo máximo é 10, acaba de ser vendido em leilão por 1825 dólares (cerca de 1325 euros), o que não deixa de ser surpreendente para uma revista com apenas 7 anos que custava 2,95 US$.




Capa da edição da Devir - The Walking Dead - Dias Passados
__________________________________________________________________



Gazeta das Caldas, 3 de Dezembro 2010

HUGO TEIXEIRA PROMOVEU BANDA DESENHADA NAS CALDAS

O autor partilhou com os estudantes o seu gosto pela BD

O artista plástico Hugo Teixeira, que se dedica à Banda Desenhada, esteve nas Caldas da Rainha a 23 de Novembro para partilhar a sua experiência com alunos da EBI Santo Onofre.

Hugo Teixeira foi o primeiro autor a lançar um livro de Manga (BD em estilo japonês) original feito em Portugal. A BD Bang Bang é uma das favoritas entre os apreciadores mais jovens da nona arte.

Durante a tarde realizou-se na Biblioteca Municipal uma palestra com o criador de BD, que foi aberta ao público em geral. Pretendeu-se com a conversa cativar os alunos para a leitura e para a criação de BD, tendo-se registado grande interacção entre autor e estudantes.

Esta foi uma iniciativa da Biblioteca do Agrupamento de Escolas de Santo Onofre em parceria com o Centro de Artes.

N.N.






Aproveitamos para esclarecer que o BANG BANG ULTIMATE 1, de Hugo Teixeira,
lançado no 20º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora 2009,
já não se encontra no mercado.

Quem quiser adquirir o livro terá de o pedir para o email bdjornal@gmail.com.
O preço é de € 5,00 (preço de feira) e os portes de envio são grátis.
_______________________________________________________

Fotos de Hugo Teixeira,
fornecidas pela Equipa da Biblioteca do Agrupamento de Escolas de Santo Onofre.

Restantes imagens da responsabilidade do Kuentro.

_______________________________________________________
 
Locations of visitors to this page