domingo, 11 de janeiro de 2015

UMA MARCHA "SEM PRECEDENTES" EM FRANÇA, COM CERCA DE TRÊS MILHÕES NAS RUAS CONTRA O TERRORISMO DO FUNDAMENTALISMO ISLÂMICO


UMA MARCHA "SEM PRECEDENTES" EM FRANÇA, COM CERCA DE TRÊS MILHÕES NAS RUAS CONTRA O TERRORISMO DO FUNDAMENTALISMO ISLÂMICO

A Praça da República em Paris, hoje!!!

Mais de 40 líderes mundiais saíram à rua com uma multidão que o ministro do Interior francês diz ser "sem precedentes" e impossível de contar. Em toda a França terão sido 3 milhões a gritar por Charlie

Cerca de dois milhões de pessoas ocuparam hoje as ruas de Paris numa “marcha republicana”, um desfile transmitido em directo para todo o mundo e dando razão ao presidente francês quando declarou que Paris é hoje a "capital do mundo". Segundo o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, é uma marcha "sem precedentes" e é "impossível" fazer uma contagem fiável do número de pessoas nas ruas.

A marcha foi encabeçada por mais de 40 líderes mundiais, do primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho ao israelita Benjamin Netanyahu e ao palestiniano Mahmoud Abbas, que acompanharam a primeira hora desta manifestação histórica em Paris, em nome da República, contra o terrorismo e em homenagem às vítimas do Charlie Hebdo e dos outros ataques.

Os líderes e cabeças de Estado só percorreram cerca de 200 metros juntamente com os manifestantes, por razões de segurança, mas o primeiro-ministro Manuel Valls continua, segundo o Le Monde, a participar na caminhada, tendo-se juntado "à multidão de anónimos" acompanhado da sua mulher, Anne Gravoin.

Já o presidente François Hollande, após deixar os restantes líderes, que regressaram para o Eliseu, foi visitar a família de Ahmed Marabet, polícia muçulmano que foi assassinado na quarta-feira após o atentado ao Charlie Hebdo.


______________________________________________________

 
Locations of visitors to this page