quarta-feira, 8 de junho de 2011

TERTÚLIA BD DE LISBOA – ANO XXVI – 323º ENCONTRO – 7 DE JUNHO DE 2011 – TERTÚLIA DO 26º ANIVERSÁRIO


Apesar de Geraldes Lino, o fundador, mentor e organizador da TBDL, ter decidido acabar com os Encontros Vádios, que caracterizavam os Encontros especiais de Aniversário e de Natal, a data não pode deixar de ser assinalada, como de passagem para o 26º ano de existência desta Tertúlia. E se quisesse ser “mauzinho”, teria que escrever aqui qualquer coisa acerca da designação de Associação Informal, que Lino sempre deu a estes Encontros. Isto porque, esta decisão careceria, a meu ver, de uma discussão e votaçãozeca, mesmo que “informal”, ou não? Obviamente que estou no ”gozo” e como é ele que organiza e tem a trabalheira toda para pôr cada Encontro em andamento e nos casos dos Encontros Vadios tinha que procurar por toda essa Lisboa restaurantes disponíveis, entrar em negociações com as gerências, etc... bem, não serei eu a colocar em causa tal decisão. Mas que tenho pena desta mudança, isso tenho, e bastante!

Assim este Encontro capicua, o 323º, decorreu ontem, dia 7 de Junho, no restaurante do costume no Parque Mayer e teve como Homenageado José Abrantes. Um esquecimento imperdoável, que nunca tinha acontecido desde que vou aos Encontros da TBDL, há quase quinze anos, fez com que deixasse a máquina fotográfica em casa. De maneira que espero haver alguma alma generosa que me envie algumas fotos para, posteriormente colocar aqui. Assim como a Comic Jam da noite, que ainda não está disponível no blogue “Divulgando BD”, de Geraldes Lino.

Assim, resta-me deixar aqui o material editado...


 A Folha Volante # 264 - Nuno Saraiva no suplemento Tabu, do semanário Sol

 Folha Volante #265 - Super-Homem vira costas à América (ao que parece já se virou outra vez) e artigo sobre José Abrantes no Diário de Notícias de 5 de Julho de 2009.

 O Tertúlia BDzine # 160 - autobiográfico de José Abrantes:

 Com oferta de um print de um desenho do autor:

E o Tertúlia BDzine duplo # 161/162 - história com texto de Luís Graça e desenhos de Álvaro:




 No sorteio de rifas, ganhei um Pato Donald, que ofereci de seguida e... o original do homenageado (quase sempre a peça mais cobiçada do sorteio e que já ganhei em três Encontros diversos da TBDL, eh, eh...):

E já há fotos, sacadas da página do Facebook da Tertúlia:







A 30ª banda desenhada feita de improviso (o tal "cadáver esquisito") na Tertúlia BD de Lisboa, por seis autores presentes na tertúlia - não necessariamente os mesmos do mês anterior. Já publicada no blogue “Divulgando BD”.

Desta vez, os participantes foram os seguintes:
1ª vinheta - José Abrantes (o homenageado da sessão)
2ª vinheta - Luís Pinto Coelho (e, claro, tinha de aparecer o seu Tom Vitoín, o seu "alter-ego"
3ª vinheta - Ricardo Leite (em forma, um desenhador que raramente tem feito BD)
4ªvinheta - Álvaro (saindo um pouco do seu registo habitual)
5ª vinheta - Mascarenhas, a pôr o seu "Menino Triste" a contracenar com José Abrantes
6ª vinheta - Zé Manel, a frescura de um ilustrador veterano




____________________________________________________________________

Aviso do Editor do Kuentro:

Os comentários voltam a ir a aprovação e aqueles que vierem  sob anonimato, sejam ou não insultuosos, não serão publicados! 

_____________________________________________________________


 
Locations of visitors to this page