quarta-feira, 6 de junho de 2012

BDpress #346: DEVIR COMPLETA SIN CITY EM PORTUGUÊS – J.M.Lameiras em O Diário As Beiras


Frank Miller

SIN CITY FINALMENTE COMPLETA EM PORTUGUÊS

Diário As Beiras, 18 Maio 2012

João Miguel Lameiras

Nove anos depois da publicação de “A Cidade do Pecado”, em 2003, a Devir lança finalmente “Inferno, Ida e Volta”, o livro que faltava para que a série “Sin City” ficasse integralmente disponível em português.

Numa altura em que o tão aguardado segundo filme de “Sin City” entrou finalmente em produção e Miller se prepara para desenhar novas histórias da cidade do pecado, esta edição vem muito a propósito, preenchendo uma lacuna em termos da edição de BD em Portugal.

Publicada inicialmente nas páginas da revista “Dark Horse Presents”, em 1991, “Sin City” representou uma verdadeira revolução no mundo dos comics, ao apostar nas histórias policiais, num mundo em que os super-heróis ditavam a lei, preferindo um preto e branco altamente contrastado e de uma eficácia brutal, às cores consideradas indispensáveis em qualquer comic “mainstream”.

Uma aposta arriscada, mas que deu frutos, tanto na BD como no cinema, trazendo uma popularidade ainda maior a Frank Miller e à sua obra. Última história de Sin City desenhada por Frank Miller, “Inferno, Ida e Volta” é também a maior, com quase trezentas páginas de muita acção e violência, em que acompanhamos Wallace na busca de Esther, a mulher que ama e que foi raptada à sua frente.

Ou seja, uma história de amor, cheia de obstáculos, que Wallace vai ultrapassando com excessiva facilidade, protagonizada pelos mais puros dos heróis criados por Miller, que confessa: “as duas personagens principais não são paranoicas, obcecadas, ou bêbedas, nem têm nenhum dos outros vícios que os meus heróis tendem a ter”…

Mas, como se sabe, os personagens com defeitos são sempre mais interessantes e, talvez por isso, a mais romântica das histórias de “Sin City”, fica uns bons furos abaixo de “Aquele Sacana Amarelo” e “A Cidade do Pecado”, até mesmo em termos gráficos, com Miller a alternar páginas sublimes, com outras claramente abaixo do que pode e sabe.

O que não impede “Inferno, Ida e Volta” de se ler de um fôlego e com grande gozo, até pelo prazer de reencontrar alguns dos mais perigosos frequentadores das ruas da cidade do pecado que, ao contrário do que seria de esperar, vão ser facilmente derrotados por Wallace, um verdadeiro artista da violência, capaz de vencer sozinho um exército.

Mas o mais curioso deste livro é o capítulo inteiramente a cores (uma inovação no universo de Sin City), correspondente a uma alucinação de Wallace, onde Miller pisca o olho a várias criações suas (de Wartha Washington, a Leónidas e Elektra) e a actores como Clint Eastwood e Silvester Stalonne.

Apesar do preço pouco agradável (mas compreensível, face ao grande número de páginas e aos cadernos a cores) a Devir está de parabéns por esta edição que, aliada à publicação do 2º volume de “Death Note”, menos de 3 meses depois do lançamento do 1º, vem confirmar um regresso em força ao mercado da Banda Desenhada.

(“Sin City: Inferno, Ida e Volta”, de Frank Miller, Devir, 320 pags, 29,99 €)

Ver também no blogue Por um Punhado de Imagens





_______________________________________________________


 
Locations of visitors to this page