terça-feira, 5 de junho de 2012

LANÇAMENTO DE “LEONARDO COIMBRA E OS LIVROS INFINITOS” DE JOSÉ RUY – HOJE NA LEYA/BUCHHOLZ



LANÇAMENTO DE 
“LEONARDO COIMBRA E OS LIVROS INFINITOS” 
DE JOSÉ RUY

HOJE NA LEYA/BUCHHOLZ

É lançado hoje, pelas 18h30 o livro de José Ruy, Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos, da Editora Âncora. Aqui fica o convite:






José Ruy

Deixamos aqui uma apreciação do livro, de José Almeida, publicado n'O Diabo, de 13 de Março passado.


FILOSOFIA E CULTURA PORTUGUESA AO ALCANCE DE TODOS

José Almeida em O Diabo, 13 Março 2012

Sendo Leonardo Coimbra um dos principais nomes do pensamento filosófico em Portugal, bem como um dos mais reputados homens de cultura do nosso século XX, não deixa de ser lamentável o quase completo desconhecimento sobre a sua vida e obra, por parte do grande público. Felizmente, esta situação poderá estar prestes a mudar graças ao recente trabalho do Mestre José Ruy, intitulado "Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos".

Uma das principais preocupações do Movimento da Renascença Portuguesa foi a questão da instrução e educação da sociedade nacional, logo a seguir à implantação da república em 1910. Entre publicações, cursos, conferências, passando pela criação das designadas Universidades Populares, várias foram as áreas e modos de intervenção desse grupo de intelectuais, actuantes em toda a sociedade portuguesa durante várias décadas, deixando um profundo legado filosófico, intelectual e cultural, perdurável até aos nossos dias. "Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos" do Mestre José Ruy, publicado recentemente pela Ancora Editora (capa dura, 32 páginas, 11 euros), retrata a vida e obra de uma das principais figuras desse movimento, ilustrando o seu carácter universal e intemporal.

Nascido na Amadora em Maio de 1930, José Ruy tornou-se um dos mais considerados artistas portugueses ligados à 9.a arte sendo hoje, provavelmente, o mais prolífero dos criadores de banda desenhada em Portugal. Com várias dezenas de álbuns publicados e uma activa participação em inúmeras publicações periódicas, como é o caso dos históricos "O Cavaleiro Andante", "Selecções BD" ou "O mosquito", este artista português inclinou-se ao longo da sua longa carreira para temáticas ligadas à nossa História e Cultura, sublinhando-se a qualidade e cuidado no rigor das investigações que precediam as suas criações. Assim, entre os seus principais trabalhos, destacam-se obras como "Fernão Mendes Pinto e a sua Peregrinação", "Os Lusíadas", a epopeia ficcional de um marinheiro português no tempo das descobertas, compilados em dois tomos intitulados "As Viagens de Porto Bomvento", "Pêro da Covilhã e a Misteriosa Viagem", "Almeida Garrett e a Cidade Invicta", "Aristides de Sousa Mendes" entre outros.

Em "Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos", José Ruy dá a conhecer de uma forma simples, mas profunda e nada redu-cionista, o pensamento de um dos principais nomes da designada Filosofia Portuguesa. A forma notável como sintetizou os principais momentos da vida de Leonardo Coimbra, associando-os às principais linhas do seu pensamento e respectivas fases, permite ao leitor realizar uma autêntica viagem no tempo, despertando-lhe imediatamente o interesse pela personalidade biografada, bem como pela vasta obra que nos legou.

Para além de um excelente álbum de banda desenhada, criado ao melhor estilo do Mestre José Ruy, "Leonardo Coimbra e os Livros Infinitos" encerra em si um enorme potencial pedagógico a ser colocado à disposição da educação e desenvolvimento cultural, tanto de jovens como de adultos. Uma obra singular da qual o próprio Leonardo Coimbra, nosso filósofo e insigne pedagogo, certamente se haveria de orgulhar, lamentando-se apenas o facto do texto estar publicado ao abrigo do infame (des)acordo ortográfico. ■

______________________________________________________________

 
Locations of visitors to this page