sexta-feira, 11 de junho de 2010

VI FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DE BEJA 2010 (4): AINDA NÃO É TARDE DEMAIS PARA IR A BEJA VER O VI FIBDB e… MAIS FOTOS

Como diz o Título, ainda não é tarde demais para ver o VI Festival de BD de Beja. Termina no domingo, dia 13 e os que não foram lá na inauguração, a 29 de Maio, podem ainda fazê-lo este fim-de-semana - para não se arrependerem para o resto da vida.

Aqui ficam mais fotos do primeiro fim-de-semana. Mas antes de as verem, convido-os a lerem primeiro a excelente entrevista que Geraldes Lino desenvolveu com Paulo Monteiro, o director do FIBDB, em Divulgando Banda Desenhada. Leiam primeiro a entrevista e vejam as fotos depois, é essencial. E, para alguns menos atentos, percebam, pelas palavras de Paulo Monteiro, como se constrói um Festival aglutinador de gostos e ao mesmo tempo motivador de procuras – é para isso, ao fim e ao cabo, que serve um Festival de Banda Desenhada. Mas a seu tempo falaremos disto, quando falarmos de números e voltarmos à velha questão dos festivais.

Algum bedéfilo esclarecido imaginou alguma vez, que Hermann Huppen pudesse alguma vez vir a fazer um autógrafo em conjunto com Fabio Civitelli? Então vejam as fotos aqui em baixo.

À tardinha de sábado, a tribo dirigiu-se para o Museu Regional de Beja, instalado no Convento de Nossa Senhora da Conceição, em cujo claustro decorre, como é tradicional, o jantar volante oferecido aos convidados. No Museu estão instaladas as exposições de João Vaz de Carvalho e Jorge Miguel, que foram visitadas antes do referido jantar.

Geraldes Lino aproveitou para pedir a Hermann um autógrafo especial, quiçá para o eventual número 11 do fanzine Eros??...

No domingo, depois da manhã passada no Mercado do Livro e mais algumas visitas às exposições na Casa da Cultura, decorreu o almoço no restaurante Alcoforado, mesmo em frente do Cine-Teatro Pax Julia.

No final do almoço, José Carlos Francisco lembrou-se de pedir um autógrafo conjunto, de Hermann, com o seu Red Dust e de Fabio Civitelli, com o seu Tex. E foi vê-los desenhar, com o ar divertido que se pode ver:

Hermann ainda desenhou um Tex, á vista, pelo desenho na camisola que Luiz Beira vestiu para que o belga desenhasse uma personagem a que não está habituado a desenhar.
Depois, foram as fotos de conjunto…


_________________________________________________________________
 
Locations of visitors to this page