quarta-feira, 10 de novembro de 2010

21º FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DA AMADORA / AMADORABD (5): EXPOSIÇÕES 1 – AUTOR EM DESTAQUE (RICHARD CÂMARA) – CARETAS DA REPÚBLICA – CONCURSOS DE BANDA DESENHADA - É DE NOITE QUE FAÇO AS PERGUNTAS

O 21º AmadoraBD’2010 apresentou este ano 18 exposições no Fórum Luís de Camões e mais 5 espalhadas pela cidade (que quase ninguém terá visitado). O projecto de arquitectura foi de Traços na Paisagem, Atelier das Artes, Estudos e Projectos, Lda. de Cascais. E não resisto, desde já a apontar duas tremendas “gralhas” deste projecto: a “Praça Central” do piso superior do Fórum – pela sua enormidade e inutilidade, sem sequer ter iluminação própria – e a chamada Praça Sul, do piso inferior, que supostamente deveria ser um espaço aberto aos stands e actividade comercial, mas que, mercê de uma dupla colunata envolvente e completamente inútil, escondia os stands e especialmente, as exíguas “portas” de acesso às lojas, das vistas dos visitantes. O cliente de qualquer projecto de arquitectura deve superintender a execução do mesmo e impedir estes erros de palmatória – os arquitectos (e sei bem do que falo), muitas vezes querem “fazer o bonito” esquecendo completamente o PRÁTICO.

O design gráfico de materiais de comunicação, sítio na internet, anúncio televisivo e para multibanco (que este ano nem existiu no Fórum Luís de Camões, note-se), foi de GBNT Lda., Gabinete de Design (Chiado, Lisboa).

Devo dizer que este ano não houve nenhum “flop” expositivo, como aconteceu em 2009. As exposições apresentaram, todas elas, grande qualidade, tanto cenograficamente – evitando-se alguma sobrecarga de cenários – como dos materiais expostos. Incluo mesmo a exposição Beyond Kawaii, colectiva dos alunos do departamento de Animé da Universidade Politécnica de Tóquio, que não continha qualquer efeito cenográfico, mas apresentou materiais com interesse.

AUTOR EM DESTAQUE - RICHARD CÂMARA que foi o autor convidado para elaborar a linha gráfica do Festival deste ano, assim como o respectivo cartaz. E como é habitual, teve também uma exposição retrospectiva individual.
O projecto e execução da cenografia desta exposição foi do GBNT Lda., Gabinete de Design.



Richard Câmara autografa um exemplar do cartaz do Festival. 
Em baixo, o desenvolvimento do projecto de imagem gráfica desta edição do Festival:

 
______________________________________________

CARETAS DA REPÚBLICA, textos de Luís Miguel Pereira, desenhos de Pedro Ribeiro Ferreira e Ricardo Galvão. Edição Prime Books. Não é indicado no Catálogo de quem é a responsabilidade do projecto e execução da cenografia desta exposição.




_________________________________________________

CONCURSOS DE BANDA DESENHADA


______________________________________________________

É DE NOITE QUE FAÇO AS PERGUNTAS, a editar pela Gradiva e pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República – David Soares (argumento), Jorge Coelho (1º capítulo), João Maio Pinto (2º capítulo), André Coelho (3º capítulo), Daniel Silvestre Silva (4º capítulo) e Richard Câmara (prólogo e epílogo).
Projecto e execução da Cenografia, do GBNT Lda., Gabinete de Design.






Pranchas de Jorge Coelho e de João Maio Pinto

________________________________________________________
 
Locations of visitors to this page