terça-feira, 6 de setembro de 2011

BDpress #286: TEX NA PATAGÓNIA – Texto de J. M. Lameiras no Diário “As Beiras” + FABIO CIVITELLI NO SALÃO DE VISEU COM “AS CIDADES DE TEX”


Diário As Beiras, 27 Agosto, 2011

TEX NA PATAGÓNIA

João Miguel Lameiras

Mais uma vez, a série “Tex”, verdadeiro fenómeno de popularidade emItália, volta a ser objecto de referência nesta coluna, por via de um novo “Texone”, edições anuais em formato maior e com uma produção mais cuidada, que a Mythos Editora fez chegar aos quiosques portugueses na passada semana.

No caso deste “Tex Gigante” nº 23, escrito por Mauro Boselli e ilustrado pelo italiano Pasquale Frisenda, Tex e o seu filho Kit viajam até à Patagónia, nos confins da Argentina, para mediar um conflito entre o exército argentino e as tribos locais, naquela que é, de muito longe, a melhor história de Tex que já li. Larga e justamente premiado em Itália, este “Patagónia” alia o exotismo de um cenário pouco habitual para um Western, como as Pampas argentinas, a um argumento muito bem construído por Mauro Boselli, o criador da série “Dampyr”, também já referida nesta coluna. Uma história movimentada e cheia de acção, que aborda com realismo o genocídio das tribos índias, protagonizada por personagens caracterizadas com profundidade (a esse nível, a excepção acaba por ser o próprio Tex…), com destaque para o Coronel Ricardo Mendoza, um militar dividido entre a honra e o dever, cuja personalidade vai evoluindo ao longo da história.

Outro ponto muito forte deste “Patagónia” é o excelente trabalho de sombras de Frisenda, desenhador habitual da série “Mágico Vento”, que se revela aqui um verdadeiro mestre do preto e branco. Sem ser um virtuoso do desenho, Frisenda é um bom desenhador em geral e mesmo muito bom em termos narrativos e de planificação: veja-se a cena inicial do ataque dos índios Tehuelches a Três Arroyos, ou o sangrento combate final no desfiladeiro.

Para quem nunca leu uma história de Tex, este “Patagónia” pode ser um óptimo ponto de partida, pela grande qualidade da história e eficácia dos desenhos (ao contrário do que é habitual nestes “Texones”, onde o ênfase maior é geralmente para o trabalho superlativo do desenhador convidado, ao serviço de um argumento que muitas vezes é apenas funcional).

Além disso, estas edições gigantes têm uma óptima relação qualidade/preço, com uma história de 242 páginas em grande formato, por apenas nove euros, a justificar bem o trabalho de procurar este “Tex: Patagónia” no meio das revistas e das colecções de livros e DVDs que invadem os quiosques nacionais, deixando um espaço cada vez mais reduzido para a Banda Desenhada.

(“Tex Gigante nº 23: Patagónia”, de Mauro Boselli e Pasquale Frisenda, Mythos Editora, 242 pags, 9,00 €)


 Mauro Boselli e Pasquale Frisenda






__________________________________________________

AS CIDADES DE TEX DESENHADAS POR FABIO CIVITELLI, EXPOSTAS 
NO 17º SALÃO INTERNACIONAL 
DE BANDA DESENHADA DE VISEU


As cidades do velho oeste desenhadas por Civitelli
__________________________________________________________

E um comunicado de José Carlos Francisco:

Fábio Civitelli, desembarca no aeroporto do Porto nesta sexta-feira, dia 9, às 16.40 e eu vou lá estar com alguns texianos e com uma texiana muito especial.

Quem for de perto da cidade do Porto e não possa ir a Viseu no sábado e no domingo e quiser conhecer o Civitelli e conversar inclusive um pouco pode comparecer no aeroporto. Inclusive para mim será um grande prazer rever ou conhecer novos e velhos pards.

Vamos depois dar uma volta pela cidade para mostrá-la ao Civitelli e de modo a ele tirar umas fotos da cidade, já que a fotografia é uma das paixões dele. Quem quiser, pode acompanhar-nos neste passeio e assim estar mais algum tempo com o Civitelli.

Quanto a Viseu, a inauguração do Salão está marcada para as 17 horas de sábado, dia 10. Das 17 às 17.30 Civitelli vai falar das cidades do Tex, seguindo-se às 17.30 visita guiada à exposição e sessão de autógrafos pelas 18.30.

Haverá um jantar num restaurante no recinto da feira de São Mateus (prevê-se a presença de inúmeros texianos) e mais do que jantar será uma tertúlia onde Civitelli estará à disposição e à conversa com todos os presentes.

Domingo, Civitelli e muitos texianos que já confirmaram a sua presença, estará todo o dia por Viseu.

Entretanto, Fabio Civitelli disponibiliza-se para trazer a quem o desejar, o seu mais recente livro (verdadeiramente fabuloso. Podem saber mais indo ao Blog do Tex Willer.

Como a 1ª edição, cartonada, esgotou apesar do preço (59 Euros sem desenho original e 99 Euros com desenho), foi relançada muito recentemente a 2ª edição, que tem uma capa mais mole e com um preço de 39 Euros.

Quem desejar então esta obra-prima do Civitelli, diga-me no espaço de APENAS 24 horas de modo ao Civitelli ainda ter tempo de consegui arranjar as cópias necessárias. O pagamento (os tais 39 Euros) será depois feito ao autor que muito provavelmente enriquecerá a obra com um belo desenho de Tex feito na hora.

Il mio Tex
La ballata del West di Civitelli e Verger
Textos de Moreno Burattini, Fabio Civitelli, Sergio Pignatone e Giovanni Battista Verger.
_______________________________________________

Imagens da responsabilidade do Kuentro
________________________________________________

 
Locations of visitors to this page