sábado, 8 de setembro de 2012

OS 100 ANOS DE TARZAN – NO CINEMA



OS 100 ANOS DE TARZAN

NO CINEMA

A personagem Tarzan, criada em 1912 pelo escritor americano Edgar Rice Burroughs (1875-1950) e publicada primeiro na revista pulp All-Story Magazine – em 1914 sairia em formato livro – é uma adaptação moderna da tradição mitológico-literária de heróis criados por animais, entroncando, por exemplo, na lenda dos gémeos Rómulo e Remo, criados por uma loba e que mais tarde fundariam a cidade de Roma.

Tarzan é filho de aristocratas ingleses que desembarcam na selva africana depois de um motim no navio onde viajavam. Com a morte de seus pais, Tarzan é criado por macacos ("manganis", na linguagem dos símios, criada por Burroughs), depois da morte dos seus pais. O verdadeiro nome da criança órfã é John Clayton III, Lorde Greystoke. Tarzan é o nome que lhe dão os macacos e que significaria "Pele Branca".

Claro que a visão de África criada por Burroughs – que nunca havia lá estado – tinha pouco a ver com a realidade do continente, inventando uma selva africana que escondia civilizações perdidas e criaturas estranhas.

A história, foi um tremendo sucesso, sendo de imediato adaptada ao cinema em 1918 – ainda “mudo” e a dar os seus primeiros passos comerciais – com o filme Tarzan of the Apes, da National Film Corporation of America, com Elmo Loncoln e Enid Markey (Jane).

Evidentemente, os comics também se apoderaram da personagem, mas mais tarde, apenas nos finais dos anos 1920, quando na imprensa diária as tiras de BD em estilo realista eram ainda praticamente inexistentes, pois o que predominava era o estilo cómico – de onde, aliás, provém a palavra “comics”. Foi Joseph H. Neebe, agente da empresa Campbell-Ewald, de Detroit, que teve a ideia de comprar os direitos da história de Burroughs e que encarregou um dos desenhadores que para ela trabalhavam, o desenhador de 35 anos Harold Foster, canadiano, emigrado para os EUA (em 1922), de adaptar Tarzan of the Apes para BD. A série começou a ser publicada em vários diários norte-americanos em 7 de Janeiro de 1929. Hal Foster realizou a adaptação daquele primeiro romance, mais tarde reunida em livro, mas recusou fazer a adaptação dos seguintes, sendo substituído por Rex Maxon. Mais tarde, num estilo mais apurado e a cores, voltaria ao Tarzan com uma prancha para os jornais de domingo, a partir de 27 de Setembro de 1931.

(Nota: o parágrafo acima foi substituído em 9 de Setembro, por uma nova redacção, corrigida por Manuel Caldas que, como todos sabemos, é especialista em Hal Foster. O meu agradecimento ao M. Caldas pelo contributo)

Mas deixemos por agora o Tarzan nos comics, de que falaremos noutra ocasião – para já, ficou aqui no Kuentro, à laia de introdução, o texto de Pedro Cleto, postado ontem.

Assim, no cinema mudo, de 1918 até 1929, primeiro pela National Film Corporation of America, depois também pela Samuel Goldwyn Studio (que em 1924, juntamente com a Metro Pictures e a Louis B. Mayer Pictures, daria origem à Metro-Goldwyn-Mayer), pela Western Pictures e pela FBO Pictures Corporation, sucederam-se oito filmes com os actores Elmo Lincoln, Gene Pollar, P. Dempsey Tabler, James H. Pierce e Frank Merrill – tendo este último protagonizado a série de 15 episódios, Tarzan The Tiger, 1929, para a Universal.

Mas foi em 1932, inaugurando o Tarzan sonoro, que a Metro-Gwoldin-Mayer, com Tarzan of the Apes, daria a conhecer o mais famoso actor na interpretação da personagem: Johnny Weissmuller e a mais sensual das Jane, Maureen O´Sullivan – muito mais sensual nas suas escassas “roupas” (enquanto a censura americana o permitiu) do que a Jane, quase sempre semi nua, da “boneca de plástico” Bo Derek, no filme de 1981.

Foi também com o primeiro filme sonoro, que se inventou o famosíssimo “grito” do Tarzan. Foi nesse filme que o grito de Tarzan surgiu pela "primeira" vez, criado por Douglas Shearer, que utilizou efeitos especiais, incluindo um iodelei austríaco invertido, em velocidade acelerada. Weissmuller (de família alemã, nascido em Timişoara, Romênia, em 1904, que nessa época fazia parte do império Austríaco) declarou sempre que tinha sido ele a criar aquele grito numa competição de iodelei que vencera quando era um garoto – mas Weissmuller emigrou, com os seus pais, para os EUA aos 7 meses de idade... Mais tarde, imitava o famoso grito (pré-gravado) tão bem que as pessoas assumiam que era ele que fazia o grito nos filmes.



Vejamos então a listagem dos 53 filmes de Tarzan realizados até hoje:



1. Tarzan, O Homem Macaco (Tarzan of the Apes, 1918, National); Elmo Lincoln (Tarzan) e Enid Markey (Jane)
2. O Romance de Tarzan (Romance of Tarzan, 1918, National); idem
3. A Vingança de Tarzan (The Revenge of Tarzan/ The Return of Tarzan, 1920, Goldwyn); Gene Pollar e Karla Schramm
4. O Filho de Tarzan (The Son of Tarzan, 1920, National); P. Dempsey Tabler e Karla Schramm; seriado em quinze episódios
5. As Aventuras de Tarzan (Adventures of Tarzan, 1921, Western); Elmo Lincoln e Louise Lorraine; serial em quinze episódios
6. Tarzan e o Leão de Ouro (Tarzan and the Golden Lion, 1927, FBO); James H. Pierce e Dorothy Dunbar
7. Tarzan, O Poderoso (Tarzan The Mighty, 1929, Universal); Frank Merrill e Natalie Kingston; seriado em quinze episódios
8. Tarzan, O Tigre (Tarzan The Tiger, 1929, Universal); Frank Merrill e Natalie Kingston; serial em quinze episódios


9. Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan the Ape Man, 1932, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan
10. Tarzan, O Destemido (Tarzan The Fearless, 1933, Principal); Buster Crabbe e Jacqueline Wells (mais tarde Julie Bishop)
11. A Companheira de Tarzan (Tarzan and His Mate, 1934, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan; geralmente considerado o melhor da série
12. As Novas Aventuras de Tarzan (The New Adventures of Tarzan, 1935, Burroughs-Tarzan); Herman Brix; serial em quinze episódios, produzido pelo próprio Edgar Rice Burroughs
13. A Fuga de Tarzan (Tarzan Escapes, 1936, MGM); Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan
14. A Vingança de Tarzan (Tarzan's Revenge, 1938, Fox); Glenn Morris e Eleanor Holm; único trabalho de Morris no cinema: terminado o filme, voltou para sua profissão original: bombeiro
15. O Filho de Tarzan (Tarzan Finds a Son!, 1939, MGM); Johnny Weissmuller, Maureen O'Sullivan e Johnny Sheffield (Boy)
16. O Tesouro de Tarzan (Tarzan's Secret Treasure, 1941, MGM); idem
17. Tarzan em Nova Iorque (Tarzan's New York Adventure, 1942, MGM); idem
18. O Triunfo de Tarzan (Tarzan Triumphs, 1943, RKO); Johnny Weissmuller e Johnny Sheffield
19. Tarzan e o Terror do Deserto (Tarzan's Desert Mystery, 1943, RKO); idem
20. Tarzan e as Amazonas (Tarzan and the Amazons, 1945, RKO); Johnny Weissmuller, Brenda Joyce e Johnny Sheffield
21. Tarzan e a Mulher Leopardo (Tarzan and the Leopard Woman, 1946, RKO); idem
22. Tarzan e a Caçadora (Tarzan and the Huntress, 1947, RKO); idem
23. Tarzan e as Sereias (Tarzan and the Mermaids, 1948, RKO); Johnny Weissmuller e Brenda Joyce
24. Tarzan e a Fonte Mágica (Tarzan's Magic Fountain, 1949, RKO); Lex Barker e Brenda Joyce


25. Tarzan e a Escrava (Tarzan and the Slave Girl, 1950, RKO); Lex Barker e Vanessa Brown
26. Tarzan em Perigo/Tarzan na Terra Selvagem (Tarzan's Peril, 1951, RKO); Lex Barker e Virginia Huston
27. Tarzan e a Fúria Selvagem (Tarzan's Savage Fury, 1952, RKO); Lex Barker e Dorothy Hart
28. Tarzan e a Mulher Diabo (Tarzan and the She-Devil, 1953, RKO); Lex Barker e Joyce MacKenzie


29. Tarzan na Selva Misteriosa (Tarzan's Hidden Jungle, 1955, RKO); Gordon Scott
30. Tarzan e a Expedição Perdida (Tarzan and the Lost Safari, 1957, MGM); idem
31. A Luta de Tarzan (Tarzan's Fight for Life, 1958, MGM); Gordon Scott e Eve Brent
32. Tarzan e os Caçadores (Tarzan and the Trappers, 1958, TV); idem; três episódios feitos para a TV, editados como longa-metragemexibido também nos cinemas
33. A Maior Aventura de Tarzan (Tarzan's Greatest Adventure, 1959, Paramount); Gordon Scott
34. Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan, the Ape Man, 1959, MGM); Dennis Miller e Joanna Barnes; o primeiro Tarzan louro do cinema é considerado o pior de todos os tempos
35. Tarzan, O Magnífico (Tarzan The Magnificent, 1960, Paramount); Gordon Scott
 
36. Tarzan Vai à Índia (Tarzan Goes to India, 1962, MGM); Jock Mahoney
37. Os Três Desafios de Tarzan (Tarzan's Three Challenges, 1963, MGM); idem
38. Tarzan e o Vale do Ouro (Tarzan and the Valley of Gold, 1966, American International); Mike Henry
39. Tarzan e o Grande Rio (Tarzan and the Great River, 1967, Paramount); idem; filmado no Brasil
40. Tarzan e o Menino das Selvas (Tarzan and the Jungle Boy, 1968, Paramount); idem; também filmado no Brasil
41. Tarzan and the Four O'Clock Army (1968, National); Ron Ely; episódio duplo "Four O'Clock Army", da segunda temporada da série de TV, lançado nos cinemas
42. A Revolta de Tarzan (Tarzan's Jungle Rebellion, 1970, National); idem; episódio duplo "The Blue Stone of Heaven", da segunda temporada, lançado nos cinemas
43. O Silêncio de Tarzan (Tarzan's Deadly Silence, 1970, National); idem; episódio duplo "The Deadly Silence", da primeira temporada, lançado nos cinemas
44. Tarzan and the Perils of Charity Jones (1971, National); idem; episódio duplo "The Perils of Charity Jones", da primeira temporada, lançado nos cinemas
45. Toorzan, A Vergonha da Selva (Tarzoon, Shame of the Jungle, 1975, animação de Picha e Boris Szulzinger, produção franco-belga, que motivou uma série de processos em tribunal.



46. Tarzan, O Filho das Selvas (Tarzan, the Ape Man 1981, MGM); Miles O'Keeffe e Bo Derek; considerado pela crítica como um dos piores filmes de todos os tempos
47. Greystoke, A Lenda de Tarzan, O Rei da Selva (Greystoke: The Legend of Tarzan, Lord of the Apes, 1984, Warner); Christopher Lambert e Andie MacDowell


48. Tarzan and the Lost City, 1998, Warner; Casper Van Dien e Jane March


49. Tarzan of the Apes (1999) – Animação
50. Tarzan (1999) – Animação, pela Disney
51. Tarzan & Jane (2002) – Animação
52. Tarzan II (2005) – Animação
53. Tarzan 2013 - (Kellan Lutz) CGI/Motion Capture


_______________________________________________________________

FOTOS

 Elmo Lincoln (1889-1952)

Johnny Weissmuller (1904-1984)

  Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan

 Maureen O'Sullivan

 Maureen O'Sullivan

A cena do lago, cortada pela censura (Maureen O'Sullivan ? - ver comentário - e Johnny Weissmuller).
Clique na imagem para ver o filme.

 Buster Crabbe (1907-1983)

 Jock Mahoney (1919-1989)


 Lex Barker (1919-1973)

 Gordon Scott (1926-2007)

Imagens do filme Greystoke: The Legend of Tarzan, Lord of the Apes, 1984 - com Cristopher Lambert.
O filme de Tarzan que acho mais interessante e que segue mais ou menos o livro de Burroughs. 






  Miles O'Keeffe e Bo Derek


 Miles O'Keeffe e Bo Derek



Seis “Tarzans” reuniram-se com Mike Douglas (1925-2006) – enterteiner do programa de TV, The Mike Douglas Show – e com a comediante Totie Fields (1930-1978) – a “Jane” desse dia –, para celebrarem o centenário de Edgar Rice Burroughs (1875-1950), no San Diego Wild Animal Park, em 18 de Novembro de 1975. Da esquerda para a direita: Johnny Weissmuller (1904-1984), Mike Douglas, Gordon Scott (1926-2007), Jock Mahoney - testado em 1949 para substituir Johnny Weissmuller mas perdeu a vaga para Lex Barker (1919-1989), Buster Crable (1907-1983), Dennis Miller (1934) e Jim Pierce – Trazan do cinema mudo (1900-1983).

Jock Mahoney, Johnny Weissmuller, Ron Ely e James Pierce na cidade do Mexico (1966)

__________________________________________________________________

 
Locations of visitors to this page