quarta-feira, 10 de julho de 2013

BDpress #377: MAURÍCIO DE SOUSA EM PORTUGAL PARA LANÇAR COLECÇÃO QUE O JORNAL DE NOTÍCIAS DISPONIBILIZA A DESDE O PASSADO DIA 30 – Pedro Cleto no J.N.

Maurício de Sousa: 
“Os quadradinhos da Turma 
são um universo em movimento”

Autor brasileiro em Portugal para lançar colecção 
que o Jornal de Notícias disponibiliza a partir de hoje 
(30 de Junho de 2013) 

Jornal de Notícias, 30 de Junho de 2013

F. Cleto e Pina

“As mais divertidas histórias da Turma da Mônica” é o título da colecção de livros de banda desenhada que o Jornal de Notícias disponibiliza a partir de hoje numa parceria com a Levoir. De visita ao nosso país, para a lançar, Maurício de Sousa, com a habitual disponibilidade e amabilidade, falou sobre ela e sobre a actualidade da Turma da Mônica, que comemora actualmente os 50 anos da sua protagonista.

O assinalar dessa efeméride é um dos propósitos desta colecção de 12 livros com dezenas de histórias, que não foi fácil de organizar, pois “desde 1970 temos acumulado pérolas” afirma o criador da Turma da Mônica, que prossegue: “temos uma variedade imensa de histórias aos quadradinhos, mas houve o desejo de conferir uma unidade gráfica à colecção e de escolher histórias com temática actual e moderna para satisfazer tanto os novos leitores quanto os antigos”.

Se a iniciativa tiver sucesso, “temos material para fazer mais 10 anos de edições”, afirma entre risos, “pois produzimos uma revista por dia”, que supervisiona pessoalmente. O que não surpreende, dada a vitalidade e dinâmica de que dá provas apesar dos seus 77 anos, devido a acompanhar “a actualização do comportamento das criações para não as perder, cuidando delas e controlando-as como uma babá”.

Se a Mônica cumpriu em Março último meio século, ela, o Cebolinha, o Cascão, a Magali e a restante turma mantêm-se actuais e divertidos, o que se deve a terem “captado a energia que encontramos nas crianças, nos filhos, nos jovens cheios de vida”.

Por outro lado, a renovação periódica dos leitores, “que ocorre a cada 5 anos”, obriga a reajustes constantes, pois “os quadradinhos da Turma são um universo em movimento” e a Mônica “não pode parar no tempo em relação aos usos e costumes das crianças da idade dela: tem de falar a mesma linguagem, utilizar as mesmas ferramentas e jogar os mesmos jogos dessas crianças, pois só assim continuará a cativar novos leitores, sem desiludir os antigos”.

Para aqueles que vão abandonando a turma original, Maurício criou há alguns anos a Turma da Mônica Jovem e espera “daqui a algum tempo, criar a turma adulta, mais profunda, sofisticada e corajosa e capaz de explorar outras temáticas”.

Curiosamente, na génese do maior sucesso dos quadradinhos brasileiros estão o Bidu e o Cebolinha, mas o criador de ambos diz que “dois anos após o nascimento da Mônica, ela começou a invadir a rua do Cebolinha, a aparecer cada vez mais, a ganhar cada vez mais protagonismo”. Apesar de inspirada na filha do autor, isso “foi algo natural, que aconteceu sem ser planeado”. Posto perante o dilema “de manter o título original ou mudá-lo para a nova protagonista, o que iria agastar e entristecer o Cebolinha”, decidiu manter este último nos “cabeçalhos dos jornais, mas, em 1970, quando surgiu a primeira revista, que era um veículo novo, não houve hesitação em baptizá-la como Mônica, passando ela a ser a ”dona” da turma”.

A vinda a Portugal servirá também para “acompanhar os primeiros passos” do parque Temático da Turma da Mônica que vai ser construído na Amadora, ou melhor “do jardim temático, pois vai ser um local tranquilo, para passear e brincar, com algumas diversões para as crianças andarem, mas principalmente um local de lazer e convívio, cujas grandes atracções serão os cenários das histórias da turma e as esculturas com os seus protagonistas”.

No lançamento da colecção em distribuição com o Diário de Notícias

O Presidente da Câmara Municipal da Amadora, Joaquim Raposo, com Maurício de Sousa, em visita ao estaleiro do futuro Parque Temático de BD, de que falámos aqui na rubrica Às Quintas Falamos do CNBDI no Kuentro, de 13 de Junho passado - que podem ler AQUI
___________________________________________________

(caixa)
Viagem a Portugal


A actual aposta nos desenhos animados, torna estrategicamente importante estar no maior número de locais do mundo que for possível, mesmo que os resultados económicos não sejam os ideais”.

Quanto a Portugal, onde chegam mensalmente 15 a 20 títulos com as aventuras das suas criações, Maurício de Sousa diz não ser “um grande mercado, do ponto de vista económico, mas é simbólico, como Pátria-Mãe e berço da língua comum”. Por isso, “está a haver um grande esforço para a Turma da Mônica ocupar o lugar de destaque que já teve e que de certa forma ainda desfruta junto da geração que tem 35 a 45 anos”.

Nesse sentido, está a ser programada a edição de “livros ilustrados para os mais novos”, o primeiro dos quais será “Viagem a Portugal” cuja edição original brasileira lançada há poucos dias está “praticamente esgotada” e que é “uma espécie de estudo sobre as palavras ou expressões diferentes usadas nos dois países para descrever a mesma coisa”, ou não fosse a “Mônica embaixadora oficial do Brasil para o turismo, por isso tem também como função aproximar as crianças dos dois países”.

Nota do Kuentro: A entrevista de Pedro Cleto com Maurício de Sousa pode ser lida no blogue As Leituras do Pedro - AQUI.

_____________________________________________________
 
Locations of visitors to this page