sexta-feira, 12 de abril de 2013

BDpress #362: GABO, MEMÓRIAS DE UNA VIDA MAGICA — BIOGRAFIA EM BD DE GABRIEL GARCIA MARQUEZ, O ESCRITOR QUE PERDEU A MEMÓRIA



GABO — GABRIEL GARCIA MARQUEZ
AOS QUADRADINHOS E MEIO MÁGICO 

Público, suplemento Ípsilon, 29 Março, 2013 

Lucinda Canelas 

A nova biografia gráfica de Garcia Marquez começa no México e acaba no país das goiabas — pelo meio. Paris, Colômbia, Checoslováquia... 

Até aqui ainda ninguém se atrevera a transpor a vida de Gabriel Garcia Marquez, o colombiano que foi Nobel da literatura em 1982, para BD. Porquê? Muito provavelmente o editor John Naranjo, o homem que acabou por encomendar a um argumentista e quatro desenhadores a tarefa, não sabe responder a esta pergunta. O que sabe é que Gabo, memorias de una vida mágica já está pronto e pode chegar às mãos dos milhões de convertidos à obra daquele que é um dos mais populares autores da literatura universal.

Este romance gráfico — uma biografia de Garcia Marquez (Gabo), nascido a 6 de Abril de 1927 com o cordão umbilical enrolado ao pescoço, lembra o diário espanhol El País - começa numa rua do México, com o escritor, a mulher, Mercedes, e os filhos Rodrigo e Gonzalo a passearem, e termina com o autor de Relato de um Náufrago e de O Amor em Tempos de Cólera num país longínquo por identificar, falando entre reis do cheiro das goiabas.

Mas, no coração de Gabo, memorias de una vida mágica — sim, quando se fala de Garcia Marquez convém usar algures a palavra coração — estão o percurso, e o processo, que o conduziram precisamente à sua obra maior, Cem Anos de Solidão. Estão lá a infância e as histórias dos avós que falavam com os mortos, estão lá a sua obsessão pelos livros quando era ainda miúdo, a vida difícil em Paris, as suas peripécias como jornalista, as suas paixões, o seu activismo político. Uma vida por onde passam figuras como Fidel Castro, de quem é amigo, e o escritor Mario Vargas Llosa, de quem deixou de ser.

O autor do argumento é Óscar Pantoja e o traço é feito a oito mãos: Miguel Bustos, Felipe Camargo, Tatiana Córdoba e Julián Naranjo. 

 
  

Nota do Kuentro: 

Gabriel José García Marquez (Aracataca, 6 de março de 1927) é um escritor,jornalista, editor, activista e político colombiano. Considerado um dos autores mais importantes do século XX, foi premiado com o Prémio Internacional Neustadt de Literatura em 1972, e o Nobel de Literatura de 1982 pelo conjunto da sua obra, que entre outros livros inclui o aclamado Cem Anos de Solidão. Foi responsável por criar o realismo mágico na literatura latino-americana. Viajou muito pela Europa e vive actualmente no México. É pai do cineasta Rodrigo García.

Em abril de 2009 declarou que se aposentou e que não pretendia escrever mais livros. Essa notícia viu-se confirmada em 2012, quando o seu irmão, Jaime Garcia Marquez, noticiou que foi diagnosticada demência a Gabriel Garcia Marquez e que, embora esteja em bom estado físico, perdeu a memória [padece de alzheimer] e não voltará a escrever.

____________________________________________________

 
Locations of visitors to this page