sexta-feira, 28 de junho de 2013

NOVOS LIVROS NA LIVRARIA PEDRANOCHARCO ONLINE

NOVOS LIVROS NA LIVRARIA

O BAILE


Livro vencedor da 1ª edição dos Prémios Profissionais de BD 2013

1967. Incumbido de investigar relatos macabros sobre uma horda de pescadores mortos que voltam para apavorar uma pequena vila costeira, o Inspector Rui Brás, da PIDE, é enviado para impor a sanidade e o silêncio recomendáveis, a meses de uma importante visita papal.

Acometido por medos e dúvidas quanto ao rumo da sua própria carreira, Rui descobre que os relatos sobre a vila são bem reais e o horror bem palpável. Dividido entre um padre deslocado e resignado, e uma mulher desequilibrada acusada de invocar os mortos, o inspector acaba por entrar num “baile” de actos e consequências nefastas que poderá arrastar toda a vila para um desenlace trágico. 

Dois anos depois de “A Fórmula da Felicidade” (nomeado para 6 Prémios Amadora BD), NUNO DUARTE (Produções Fictícias) regressa com mais uma história repleta de emoção e surpresas, desenhada e colorida com o estilo inconfundível de JOANA AFONSO (vencedora do concurso Amadora BD 2011), o novo prodígio da BD portuguesa. 

Edição Kingpin Books. 
48 Páginas, cor, 26 x 18,3cm - € 12,00

Na Livraria Pedranocharco online (usados) com 23% de desconto: € 10,00

 _________________________________________________________________

MORRO DA FAVELA
de André Diniz


Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 128 – formato 23 x 26,50 cm – a P&B
Editor: Edições Polvo
Preço € 16,85

Morro da Favela, escrito e desenhado por André Diniz, retrata as memórias do fotógrafo Maurício Hora, gerado e criado no Morro da Providência (Rio de Janeiro), também conhecido como Morro da Favela, a primeira favela brasileira, nascida em 1897.

É uma narrativa necessária para se entender o dia a dia das favelas do Rio através do ponto de vista de um morador, que procurou na fotografia a sua identidade e acabou por realizar um registo que entrou para a história da cultura carioca.

Esta obra confirma André Diniz como um dos mais interessantes autores da prolífica produção recente do Brasil.

OS AUTORES

André Diniz, 37 anos, é argumentista e desenhador de Banda Desenhada e autor e ilustrador de livros infanto-juvenis, tendo publicado, entre 2000 e 2012, 25 títulos, com os quais obteve 16 Prémios, designadamente para melhor roteirista, melhor graphic novel, melhor edição de quadrinhos, melhor site de quadrinhos, entre outros. Em 2012 ganhou o conceituado prémio HQ M/X, como melhor roteirista nacional e melhor edição especial nacional, através de Morro da Favela.

Maurício Hora é fotógrafo autodidacta. Nascido e criado no Morro da Providência (Rio de Janeiro), já expôs o seu trabalho no Centro Cultural José Bonifácio e no FotoRio. Em 2005, foi director de fotografia do projecto Favelité, que levou o cenário da favela para o Metropolitano de Paris e em 2009 foi convidado pelo fotógrafo francês JR para exporem juntos as suas fotografias sobre a Providência na Casa França Brasil.

O autor esteve recentemente em Portugal para a exposição O morro da favela e outras histórias, patente na Bedeteca de Beja, entre 12 de Janeiro e 28 Fevereiro 2013

_________________________________________________________________

TRÊS SOMBRAS
de Cyril Pedrosa


Edição/reimpressão: 2012
Editor: Edições Polvo, Outubro 2012
268 págs. – Formato 16,50 x 23 cm
Preço € 18,00

O pequeno Joachim vive despreocupadamente e protegido do mundo pelos seus pais. Numa noite em que o sono não chega, observa sombras de três cavaleiros na colina oposta à sua casa. Estas visões, pressentimento de perda, estão lá só para ele. Louis, o seu pai, contraria-o e afronta o inevitável. Uma narrativa num cenário desestruturado desenhado com traços em espiral, em estilo escolar, a lapiseira e carvão. 
Um livro de banda desenhada, com 270 páginas, do autor francês Cyril Pedrosa, de 39 anos, autor de ‘Portugal’ (2012 LeYa ASA). ‘Três Sombras’ será apresentado no festival Amadora BD que contará com a presença do autor e uma exposição da sua obra. 
Prémio BD Angoulême - Les Essentiels 2008 
’Trois Ombres’ est un livre admirable. Un conte qui fascine, qui happe dès les premières pages.” 
BD Gest


 _________________________________________________________________

KASSUMAI
David Campos


Chili Com Carne
Kassumai (saudação Felupe)
uma palavra para designar: Liberdade, Paz e Felicidade...
3 companheiros, 6 meses numa O.N.G., 30 e muitas etnias, 1 nova grande família, milhões de sorrisos, muitas tabancas e estradinhas de areia...
116 págs. – formato 23 x 16,5 cm – impressas a castanho escuro, capa em cartolina com badanas
Preço: € 10,00


_________________________________________________________________

MESINHA DE CABECEIRA #25


Capa de Dr. Uránio 
BDs de Marcos Farrajota e Davi Bartex 
Design: Joana Pires 
Edição MMMNNNRRRG 
40págs. – formato A5, capa a cores 
Preço € 4,00

Este novo Mesinha de Cabeceira, que ainda recentmente comemorou 20 anos de existência, faz uma continução da fórmula do número anterior, desta vez com Farrajota a duplicar as páginas para contar histórias sobre apartamentos e instituições públicas de Lisboa, ou melhor sobre os seus abandonos e decadências.

Este é segundo capítulo do “Desobediência é um artigo de colecção”, trabalho de Farrajota desenvolvido numa residência artística na Finlândia. O convidado Bartex é francês, tendo residido em Lisboa durante algum tempos nos príncipios do milénio tendo feito esta BD que andou perdida uns 10 anos. Bartex é conhecido pelos seus encantadores e monstruosos trabalhos de animação de rua – e também andou nas míticas tournês de barco feita dos Mano Negra pelas costas africanas e sul-americanas.



_________________________________________________________________

CRU
Revista Rasca e Vadia
CRU... A REVISTA DA BOLINHA VERMELHA
CULTURA PELINTRA PARA LEITORES SOFISTICADOS

Nº 49 - ESPECIAL ÓDIO

Casa de nomes como Esgar Acelerado, Rui Ricardo, Eduardo de Portugal, Helen Gossip, Emerenciano Osga, Mário Moura, Randy Alvey ou Cunha Rêgo, entre muitos outros, a CRU, Revista Rasca e Vadia, foi o fanzine mais representativo do no-design e do do it yourself português durante a década de 1990. Com tiragens que não ultrapassavam os 100 exempla­res, a CRU é hoje um valioso objecto de colecção, que agora se (re)introduz a uma plateia mais vasta. No limbo desde 1999, a CRU regressou aos escaparates em 2012, mais Rasca e Vadia de que nunca, com antigos e novos colaboradores. A edição de 2013, n.° 49, alarga o seu número de colaboradores para a meia centena, entre ilustração, banda-desenhada, contos, poesia, entrevistas e discos.

PARTICIPAM NESTA EDIÇÃO:
Daniela Alves, Isabel Lhano, Laro Vilas Boas, Marcos Farrajota, Amílcar Macieira, Álvaro Silveira, Anoik, Rios Albertino, Zita Carícias, Bruno Debrum, Julieta dos Prazeres, Horácio Frutuoso, Rosa Feijão, A. Sugadita, Helena Rocio Janeiro, Astromanso, Clemente Migalha, Rita Mendes, Alice in Goreland, Zbigniev Koniek, Afonso Ferreira, Sebastião Peixoto, Sandra Gavinhos, Jeremy Eaton, Zé Burnay, Paulo Gasconha, Wasted Rita, Rudolfo, Iriemoteo Suspiro, Jefferey Zaun, Rui Vitorino Santos, Rosário Pinheiro, Bárbara Fonte, Esgar Acelerado, Lord Mantraste, Susana Carvalhinhos, Leonor Zamith, Joana Ray, Cátia Vidinhas, Valter Hugo Mãe, Tiago Lourenço, Lara Luís, Valquiria Aragão, Balbina Bagina, Francisco Ribeiro, João Oliveira, Emerenciano Osga, Madame Lydia, Tiago Araújo e Heymikel.

INCLUI:
Crurreio, Banda Desenhada, Ilustração, Filmes Que o Tempo Esqueceu, Cancioneiro Popular, Contos, Tijuana Bibles, Quentin Tarantino, Crónicas, Os Cartoon Jumbles de Jeremy Eaton, Poesia, Pornografia, The Dirty Coal Train, ódiário, Entrevistas, Cantinho Sentimental, The Maharajas, Discos, Horóscopo.

Suplemento a cores de 4 páginas: "Almanaque XXX do Tio Putinhas", de Walt Esgar.

O MELHOR DA CULTURA RASCA E VADIA NUMA PUBLICAÇÃO ÚNICA!

16,50 x 23 cm – 68 páginas – € 5,00



__________________________________________________________

 
Locations of visitors to this page