quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

ÀS QUINTAS FALAMOS DE BD – 27 DE FEVEREIRO NO CNBDI

O CNBDI, através do PDF de 4 páginas que nos enviou (e reproduzimos abaixo), dá a conhecer que passa a editar o seu BD'Informação mensalmente em PDF – o que constitui uma boa notícia, porque mais expedita, mais barata e mais frequente. Serve também para anunciar que começa a 27 de Fevereiro a série de Tertúlias “Às Quintas Falamos de BD” deste ano. 

CNBDI 2014
Centro Nacional de BD e Imagem 

BD'INFORMAÇÃO fevereiro


O Centro Nacional Banda Desenhada e Imagem (CNBDI), é um equipamento municipal que possui a única coleção pública de pranchas e ilustrações originais existente em Portugal e tem como missão a promoção da banda desenhada e artes que lhe são próximas.

Para além da produção anual do AmadoraBD, são objetivos centrais do seu trabalho a realização de exposições, publicações e outras iniciativas de divulgação que traduzem não só as diversas tendências da BD e imagem, mas também a sua relação com outras formas de expressão artística, cultural e patrimonial.

Desse trabalho vos daremos conta, mensalmente, por esta via e através do BD'INFORMAÇÃO

No próximo dia 27 fevereiro, às 21h00, realiza-se mais um encontro Às Quintas Falamos de BD, desta vez para comemorar os 85 anos de Tintin.

Na primeira tertúlia do ano, a palavra é dada a António Monteiro, do grupo "Amigos de Hergé Portugueses", e a João Mascarenhas, autor de BD, Para encetarem a conversa em torno deste herói de papel e da sua estreita relação com Portugal e a revista Papagaio, onde as aventuras de Tintin foram pela primeira vez, em 1936, escritas numa outra língua, que não o francês, e apresentadas a cores.

Para este encontro será ainda preparada uma pequena mostra sobre Tintin na Lua, com peças tridimensionais (bonecos e jogos), documentação (livros e revistas) e iconografia (cartazes e ilustrações) dos anos 40 à atualidade, com material gentilmente cedido pelo autor João Mascarenhas.

Criado por Hergé (Georges Rémi), Tintin nasceu em 1° de janeiro de 1929, no Petit Vingtième, suplemento infantil do jornal belga Vingtième. Acompanhado desde o primeiro número por Milu, a ele se juntariam os irmãos Dupond e Dupont, o professor Tournesol, e o generoso e rude capitão Haddhock.

Em Portugal surgiu alguns anos mais tarde, em 1936, com o nome de Tim-Tim, n'O Papagaio. E foi nesta revista que as aventuras de Tintin foram, pela primeira vez, escritas numa outra língua que não o francês e apresentadas com cor. A amizade que unia Müller e Hergé permitiu a impressão em quadricromia que tanto cativou os pequenos leitores de O Papagaio, seis anos antes do primeiro álbum a cores, A Estrela Misteriosa, ter sido publicado pela Casterman.

Mais tarde, em junho de 1968, foi a vez da Editora Bertrand criar uma revista de nome Tintin, que publicou durante mais de 14 anos, até outubro de 1982.

A fama deste herói correu mundo, como ele próprio e as suas reportagens. Publicaram-se livros realizaram-se filmes, criaram-se todo o tipo de objetos e brinquedos e, até mesmo, um museu foi criado em 2009, na Bélgica, para preservar os seus desenhos e as suas histórias e perpetuar a sua memória.


A Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto 
na Galeria de Exposições


No ano em que se comemoram quatrocentos anos sobre a publicação da Peregrinação o CNBDI tem em exibição uma exposição dedicada e este fantástico livro de aventuras. A adaptação que José Ruy fez do texto de Fernão Mendes Pinto foi o ponto de partida mas aqui podemos encontrar também a versão humorística de Mendes Pinto nos Super-Heróis da História de Portugal, a ilustração de André Letria, Carlos Marreiros, João Fazenda e José Garcês, as releituras cénicas de A Barraca, os azulejos de João Duarte e a música de Fausto. Mas, para os mais novos, o que esta exposição realmente tem são: Oficinas Jogos e... Muita Animação

A exposição está aberta ao público de 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.


Visita-jogo

A Peregrinação é um livro que nos fala de viagens e encontros com outras culturas. Nesta visita-jogo, vamos jogar e criar. A partir da exposição e em particular de alguns elementos da linguagem da BD, constrói-se um mapa de viagens numa atividade lúdico-criativa de desenho e luz. Querem embarcar connosco nesta viagem? Público Alvo: alunos do pré-escolar, 1° e 2° ciclo Duração: 60m

Espetáculo de Teatro com livro, leitura e desenho de Paulo Lages e Pedro Leitão

Adaptação original, mas literalmente fiel, de Peregrinação, de Fernão Mendes Pinto. Condução cénica por uma dupla: Próspero/Fernão Mendes Pinto, é o ator Paulo Lages e António de Faria/Irmão mais velho, o ilustrador Pedro Leitão, que vai desvendando a história através do desenho.

As crianças, constantemente chamadas a participarem, são tomadas por piratas muçulmanos e gentios ou cristãos cativos, e são convocadas para a leitura de diversas mensagens, escritas em Português ou nas estranhas línguas que o próprio Fernão Mendes Pinto imita no seu livro.

Desígnio educativo: promoção do sentido de descoberta e da aceitação do "outro": do estranho, do estrangeiro, do diferente.

Destinatários preferenciais: crianças do 1° e 2° Ciclos, dos 6 aos 11 anos. Duração: 40m
Espetáculo estreado no Centro Cultural de Belém e apresentado no Museu Gulbenkian.

__________________________________________________________

 
Locations of visitors to this page